Páginas

domingo, 29 de março de 2015

“Não há luz.
Era tudo mentira.
Desse lado ninguém espera por mim.
Ninguém me guia.
Pois o caminho não dá pra errar.
Caio.
O Caminho é a queda.
A queda me traga como um ralo.
(...) 
Eu não quero ir.
Mas o abismo me engole.
Eu queria ficar”.

- Lourenço Mutarelli, 
O Cheiro do Ralo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :