Páginas

domingo, 4 de janeiro de 2015

O que seria do poeta sem suas poesias 
O que seria dos apaixonados sem amor
O que seria do fiel sem a fidelidade
O que seria do futuro sem o presente
O que seria dos oceanos sem suas águas 
O que seria da lua sem o sol 
O que seria do amor sem a paixão 
O que seria de mim sem você 
O quanto eu sofreria se te perder 
Jamais me perdoaria por te perder
Não sei sei o que eu faço sem você 
Me diga o que eu faço para não te perder 
Você precisa saber o quanto eu amo você.

- Alvaro Silvestre de Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :