Páginas

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Nunca fui pessoa de me contentar com pouco. Quero o máximo da intensidade do verbo sentir. Por fora, pareço normal e equilibrada, mas por dentro, o lado sentimental fica lá em cima. Não gosto de ser razão, sou toda vida emoção. Nunca vou me contentar com uma vida mais ou menos, um amor mais ou menos, uma amizade mais ou menos. Quero tudo que todo mundo pode me dar. 
Pois é, só aprendi a viver transbordando emoções.

- Adriana Mayer

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :