Páginas

quarta-feira, 2 de abril de 2014

"Me pergunto como é que se explica que sentimentos tão fortes como o medo,
o amor ou a raiva se desintegrem. 
Alguém era grande no meu passado, fica pequeno no meu presente. 
O tempo, de novo, dando a devida proporção aos meus afetos e desafetos." 

- Martha Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :