Páginas

quarta-feira, 19 de março de 2014

Vem, e não, não vá

Então vem, vem acordar do meu lado todas as manhãs e fazer do teu olhar meu encontro. Vem fazer do seu abraço a minha morada e o meu refúgio. 
Vem me fazer dormir todas as noites com suas carícias e ao som da tua voz. 
Vem para ao invés de eu ter de sonhar com os anjos, dormi ao lado do meu. 
Vem para a gente assistir juntos o pôr-do-sol,
que ficará centenas de vezes mais lindo ao teu lado. 
Vem assistir um filminho coladinha comigo
 naqueles dias mais frios e me deixe esquentar você. Vem, e não, não vá.

- Desértico.  
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :