Páginas

sábado, 8 de março de 2014

Que coisa maluca a distância, a memória. 
Como um filtro, um filtro seletivo, 
vão ficando apenas as coisas 
e as pessoas que realmente contam. 

— Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :