Páginas

sexta-feira, 7 de março de 2014

Eu queria acreditar que você era diferente...

Mas, ao mesmo tempo eu queria acreditar que você era diferente, porque eu sempre tive esperança em você, sempre achei que você iria me fazer ver o mundo com outros olhos. 
Fiquei durante muito tempo pensando numa maneira certa de agir, foi aí que decidi esquecer essa porra de quase-amor que eu sinto por você. 
E era isso que mais doía, o quase-amor, porque no fundo eu queria que fosse amor. Mesmo assim, insisti em colocar um ponto final.

 — Tati Bernardi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :