Páginas

domingo, 9 de março de 2014

Chegue bem perto de mim. Me olhe, me toque, me diga qualquer coisa. 
Ou não diga nada, mas chegue mais perto. Não seja idiota, não deixe isso se perder, virar poeira, virar nada. Daqui há pouco você vai crescer e achar tudo isso ridículo. 
Antes que tudo se perca, enquanto ainda posso dizer sim, por favor, chegue mais perto.

 — Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :