Páginas

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Você não me amava, apenas gostava da minha presença quando todos te deixavam.
Você não me amava, apenas gostava de ver que alguém 
realmente se importava com o seu bem-estar. 
Apenas gostava do modo que eu te tratava; como ninguém nunca te tratou. 
Você não me amava, apenas me pedia para ficar, pra não perder aquela pessoa que não se importava em se entristecer pra te ver sorrir. 
Você não me amava, apenas se sentia importante quando via que, 
um dia sem você, era muito tempo pra mim. 
E eu? Eu te amo, desde o início. Eu te amo, mesmo que doa. 
Eu te amo, mesmo sentindo tudo sozinho. 
Eu te amo, mesmo que hoje você diga que nunca quis me iludir.


— Fernando, ou o que restou de um.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :