Páginas

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Passei tanto tempo, me importando, me chateando, ligando, correndo, fazendo das tripas corações para segurar o amor que restava nas costas. 
Agora eu prometi a mim mesma que não carregaria mais nada, peso nenhum sozinha. 
Não importo tanto, não me chateio tanto, não ligo tanto, não corro tanto e adivinhem só? Também nem preciso segurar mais amor nenhum, parece que agora ele vive flutuando e me acompanhando sempre. 
Quando eu parei de procurar ser amada, parece que o mundo começou a me amar mais. 

— Tati Bernardi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :