Páginas

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Mas quem eu estou tentando enganar?

Eu ainda sinto sua falta, mas não vou correr atrás de você, até porque o que você fez foi grave, abriu uma ferida que até agora não cicatrizou, eu o amei de um jeito intenso e mágico, eu realmente queria que desse certo, mas porque você era duas pessoas ? era uma pessoa amável, linda e querida comigo, era meu amigo, se tornou alguém fundamental em meus pensamentos me ajudava com meu problema, e quando ninguém estava por perto me abraçava e me desejava as melhores coisas do mundo, disse :-Eu nunca irei desistir de você! E mesmo que não queira minha ajuda eu vou estar aqui, porque eu gosto de você, e não quero que nada de ruim aconteça contigo, eu vou me sentir culpado se algo acontecer, mas por favor não faz mais isso .
É eu lembro dessas palavras como se você estive-se falando elas agora mesmo olhando nós meus olhos e segurando minhas mãos, me deixando segura e de alguma forma não sei como, me dando proteção e segurança, Seus olhos verdes e grandes me olhando com fixação. Eu realmente senti que algo especial acontecia entre nós, nos seus abraços sentia toda ternura que poderia sentir, eu me sentia bem ao seu lado, e logo percebi que viver sem você parecia quase impossível, aquele menino que tentava ser melhor de todos, aquele que tentava se destacar, o que queria que seu pai lhe desse mais atenção, não era mais o mesmo quando ficava ao meu lado esse menino virava uma pessoa doce e meiga, Alguém que realmente eu gostei, mas como sempre tudo que acontece de bom comigo tem um final ruim, 
você se tornou mais um pedaço do meu coração partido.

 - Leve Borboleta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :