Páginas

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

"Chamo-lhe amor para simplificar. (…) 
O que existia, existe, entre nós, é uma ciência do desaparecimento. 
Comecei a desaparecer no dia em que os meus olhos se afundaramnos teus."

- Fazes-me falta, Inês Pedrosa
Chamo-lhe amor para simplificar. (…) O que existia, existe, entre nós, é uma ciência do desaparecimento. Comecei a desaparecer no dia em que os meus olhos se afundaram nos teus.
- Fazes-me falta, Inês Pedrosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores :