Páginas

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

S2


Se algum dia eu te chamar de “meu”. Tanto faz, seja meu fofo, meu lindo, meu bebe, meu amor, meu, meumeu… Seja lá o que vier depois, se o “meu” vir antes, por favor, não se afaste de mim. 
Porque essa é a minha forma de dizer que eu te amo,
 e que eu preciso de você.

"O que te falta? Falta tu mesma se convencer do que te falo com certeza. tu merece alguém que abra os olhos diariamente e pense: "Cara, eu tô com ela, eu sou o namorado dela!".
Que goste da tua boca, do teu ombro, do teu cabelo bagunçado, do teu calcanhar, da tua cintura, das tuas mãos, do cheiro da tua pele, das sardas do teu rosto. 
E isso vai acontecer naturalmente ao você se dar conta de que tu é bonita, no âmago e na lata."

- Gabito Nunes in Porque tu não tem namorado

"Acredite em você não nos outros,
acredite no que você pensa não no que os outros dizem."

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Helena e Fernando - Parte 6 - Último Capitulo


 Fernando abraçou-a novamente com muito amor. Depois de certo tempo Fernando disse tudo àquilo que havia acontecido, ele estava dizendo a ela que havia se arrependido, porque á amava, e esse sentimento estava mexendo com sua cabeça, com sua vida, e Helena começava fazer parte de seu mundo.
Disse também que ela tinha começado a ficar tão importante em sua vida, que seu receio era bloquear seu crescimento profissional e intelectual e que seu amor por ela era muito maior do que seu sentimento de egoísmo.
Helena demorou algum tempo, tentando responder algo, então Fernando a emudeceu... Colocou suas mãos em seu rosto e lhe deu um longo beijo apaixonado.

Helena entendeu o gesto de Fernando, 
ela entendeu que o amor quer apenas a sua satisfação quer o bem estar do outro, e a felicidade de ambos.
E assim sendo nunca mais se separarão.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Sempre Vai Ser Amor ....

"Eu posso ter mil e uma paixões, mas será sempre você o meu amor, é o que eu tenho de mais bonito, profundo, não é exagero se eu disser que daria a minha vida por você, é a verdade, por que a minha vida não faria sentido sem a sua, eu te amo como nunca amei ninguém, eu já amei, mas é a primeira vez que é assim, incondicional, eu não tenho nada seu que possa chamar de meu, nada do que eu realmente queira. Houve um tempo em que eu me tornei obsessiva, houve um tempo em que pensei está louca, mas esse tempo felizmente passou, hoje eu tenho fixado cravado em mim esse sentimento que só Deus sabe a dimensão, e eu sei, é amor. Eu te amo de todas as formas que se possa amar uma pessoa, e não importa o tempo que passar, vai ser amor, talvez ele mude se transforme, mas será amor, lindo, e por ser amor, ele é livre, o meu maior conforto é a sua felicidade, eu não sei quando comecei a te amar assim, eu nem sabia que era amor, mas aconteceu, e eu entreguei nas mãos daquele que te colocou no meu caminho, tudo tem uma razão de ser, não vai ser em vão, eu sei. Eu vou está aqui quando ninguém mais estiver, e você sabe disso, vou te deixar sem mim quando me pedir isso, e mesmo assim vou procurar saber como você está, como eu já disse, é amor, não importa se estou perto ou longe, se você me ama ou odeia, é e sempre vai ser amor."

Pablo Tufano
















domingo, 26 de agosto de 2012

Helena e Fernando - Parte 5


Meses Depois...

Era uma manhã de verão lindíssima, soprava uma leve brisa, quando o telefone tocou... Helena corre para atender... Ela logo reconheceu a voz de Fernando, sentiu algo de estranho. Saltou correndo da cama tomou banho, se trocou, toda eufórica... Foi voando ao encontro de Fernando, na mesma praça aonde tantas vezes se encontraram.
Ele estava com aquela roupa que era a sua favorita, seu rosto estava barbeado (ela estranhou muito), porem pálido e abatido.
Ele ainda tentou disfarçar com um longo sorriso e um forte abraço...
Mais logo Helena percebeu no seu comportamento que algo estranho esta para acontecer...
Durante seu longo e forte abraço ela o sentiu tremulo, e logo em seguida, quando olhou em seus olhos, eles estavam inundados de lagrimas. Helena não conseguiu falar, tentou mais não conseguiu imitir um único som.
Ela olhava perplexa para suas lagrimas, tentando entender o que elas significavam.



Eu tenho tentado ser melhor todos os dias. Me preocupo com quem não devo para não me tornar fria, e até ajudo quem pisou em mim para que eu também consiga subir um dia com a ajuda de outro alguém. Falo sério, eu tenho tentado ser alguém melhor, mas as pessoas não estão satisfeitas… 
E pra falar a verdade, nunca estarão.


- Prefira Borboletas
"Se as lembranças não te fazem bem, deixe-as ir embora."

Aprenda:


Grandes amizades não se perdem por motivos pequenos.

sábado, 25 de agosto de 2012

Helena e Fernando - Parte 4


Se ele soubesse o quanto ela poderia faze-lo feliz o quanto ela o amava... Mas ele não percebeu!
Talvez ela tenha sido a fraca por não ter o conquistado totalmente. Talvez sempre talvez, nunca a certeza.
Ela se transformou em uma pessoa totalmente solitária, melancólica. Os dias foram se arrastando...  As semanas, há meses...
Dizem que os dias passam e tudo se apaga. Dizem também que uma “perda” pode ser superada. Talvez, mas as lembranças jamais se perdem, elas estão sempre presentes, removendo momentos que se perderam no tempo, e que jamais poderam ser revividos, ela se tornou uma sonhadora que á noite olha para o céu e deseja encontrar um sentimento perdido, mas, só encontra estrelas desconhecidas, frias e distantes. Nada mais resta entre eles, um toque, um beijo... Nada! Só sobrou um vazio infinito e profundo dentro dela, um vazio tão grande que ela teme não poder preencher-lo nunca mais.
Agora só existe a solidão... Uma solidão que aumenta a cada dia, trancando e a consumindo ate que tudo acabe...  Helena sabe que os outros amores virão; os sentimentos mudaram apenas as lembranças não se apagam.




terça-feira, 21 de agosto de 2012

"Mesmo no interior dos campos de concentração, esse extremo do extremo, 
a opção entre o Bem e o Mal permanecia possível..." 

- Tzvetan Todorov

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Helena e Fernando - Parte 3


Ele deve ter falado em desculpas ou algo assim, mas ela já não tinha mais certeza. Em determinado instante tudo para ela pareceu tão quieto, silencioso... Escutou pronunciar o seu nome, e então o “clic” seco do telefone, estava terminando...
Não sei mais porquanto tempo ela ficou ali, sentada com os olhos fixos em algum lugar, buscando uma resposta, um consolo.
Seus pensamentos desapareceriam, e as lagrimas começaram a escorrer, tímidas, sozinhas... Como ela!
Estava completamente vazia, extremamente só, tudo perdeu o sentido. Como um castelo de cartas, seus sentimentos foram desabando, caindo, não queria aceitar, mas ela já não fazia parte de seu jogo amoroso. Ela foi descartada porque ele não queria um envolvimento serio!
O mundo morrerá naquele dia, nada mais a importava, ela pensou em acabar, contudo de uma vez.  Seria um jeito fácil e rápido, mas essa idéia se perdera também. 
Tantos sonhos a decifrar, tantos segredos a desvendar, tantos momentos a compartilhar, tudo se perdera agora e sempre!




domingo, 19 de agosto de 2012

Helena e Fernando - Parte 2


Lá estava ele caminhando com seu jeito felino, seu cabelo esvoaçando contra o vento, seu sorriso mostrava a luz do próprio sol. Seus olhos... Ah! Seus olhos azuis sempre cintilantes e vivos de um intenso pecado que surgem fantasias loucas, apaixonadas, desvairadas. O mundo perdia seu sentido real quando estava com ele. As palavras jamais foram necessárias apenas o toque de suas mãos dos lábios, do corpo... O seu jeito doce e carinhoso sempre tão belo.
Quando passava por ela seus pés não pareciam tocar no chão poderia voar se quisesse igual ao um anjo ele atravessaria as nuvens conquistaria o universo e brilharia como uma estrela... Só pra ela!
Seus beijos quentes e enfeitiçadores o conduziam a outros lugares, há outros tempos, onde só o amor importava. 
Ele e ela, o amor só os dois...
Suas palavras foram saindo pelo aparelho sem sentido, absurdas, arrasadores e definitivas, tudo acabaria! 





"De tanto confiar no errado, 
aprendi a desconfiar do certo."


"O maior problema de virar a página,
 é querer voltar e ler outra vez." 



(Sociedade Dos Poetas Mortos)

sábado, 18 de agosto de 2012

Helena e Fernando - Parte 1

Fernando acabara de atender o telefone, sua voz saia como sempre melodiosa e macia, e de Helena contudo saia insegura, nervosa. 
Afinal escolheria o rumo da sua vida... Estava disposta a renunciar os seus gostos e hábitos, dividir seu canto o cantinho bem lá dentro, aonde um coração ansioso batia de forma entesa.
Batia... Batia... Descontrolados, seus lábios tremiam e tentavam dizer aquilo que demorava duas semanas para decidir, assuntos do coração... Batia... Batia...
Suas frases corriam confusas e apressadas. 
Até podia velo balançar a cabeça e rir do seu jeito nervosa de garota. Apesar de tudo falava todos os argumentos de que alguém apaixonado dispõe. 
Tentou mostrar tudo que realmente sentia. 
Todo o seu amor sua paixão tudo!
Aguardava o retorno de sua voz que se calou por séculos até que...
A resposta veio. 

[...]




Novidade no Blog - Uma Historia de Amor

Oi pessoal *-*
Boa Noite, to passando aqui para comunicar que estarei agora postando cada dia que der, um capitulo de um conto de amor, 
 chamado "Helena e Fernando"
feito por mim mesma, espero que vocês goste e acompanhe as postagens e  comentem o que vocês estão achando dos capítulos,


( sei que esta difícil eu postar, mais vou estar fazendo o possível)


Estou muito feliz de saber que existe pessoas que gostam do que escrevo aqui, e sente falta quando não posto!


Esse conto que estarei postando se refere á um casal apaixonado, confuso com esse tal do "amor", e confusos com eles mesmos, tentando esconde-lo, evita-lo, ou descreve-lo, ou ate mesmo esquece-lo mais as vezes isso não seja a melhor solução para os problemas. Todos querem descobrir o que o amor quer, isso é um mistérios mais devemos ser paciente, pois as vezes as coisas mais simples, os gestos mais  bobos, são os quais fazem a diferença dentro daquele coração apaixonado, isso quando ele não esta prestes a terminar.

Boa noite para todos vocês fique com anjos :)

E acompanhe os capítulos ;*

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Ser vilão nem sempre é querer o mal. 
Mas sim ter um pensamento diferente dos que acham estar fazendo o bem.

- X-Men: Primeira Classe
As pessoas adoram dizer “Você mudou”, 
mas não se importam em saber se você teve motivos pra mudar. 

- Pretty Little Liars

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Coisas do Amor

Por que um coração escolhe o outro, nunca vou saber.
 Há coisas para as quais não temos respostas, nem explicações, 
são mistérios da vida.
Às vezes o amor toma conta da gente sem pedir licença. Chega devagarinho, muitas vezes disfarçado, invade e pronto: se instala!
 E mesmo se dizemos não, ele fica lá, teimoso, empacado. E aí não tem jeito, precisamos conviver com ele, aceitá-lo. Porque ele não desiste facilmente uma vez que decidiu enviar as flechas numa determinada direção.

Ele contraria nossas regras, às vezes mesmo nossos gostos, nos faz fazer coisas que antes julgávamos ridículas, nos deixa bobos e felizes. Muda nossos hábitos, nos faz amar música lenta, sonhar acordados e passar noites em claro, ou então nos acorda em plena madrugada. E nos faz ver estrelas, gostar de lua e de poesia.
Ah! O amor nos faz perder o juízo!

Torna adolescentes em adultos e velhos em adolescentes: não existe regra, não existe idade, não existe nada além dele. Se é surpresa para corações jovens, para os mais vividos é um presente dos céus, pois chegou na hora em que não se acreditava mais possível. A esse é dado mais valor, nem mesmo tem preço.

Ele nos faz andar sem ter os pés na terra, nos dá asas, nos transporta e muitas vezes nos fere. Mas de ferida boa, dessas que a gente sofre mas conhece o remédio. Ah! E esse remédio!... Cura tudo, esquece tudo. A raiva da manhã já não tem mais o mesmo sentido à noite. O amor passa esponja como ninguém, só ele mesmo é que conta.

E esse amor que nos libera e nos deixa cativos é também a razão da nossa esperança, porque nos motiva, nos incita a ir mais além, nos dá força e coragem, mesmo se às vezes parece nos deixar débeis e frágeis. Mas ele é contraditório e, por isso mesmo, fascinante. Com ele vivemos; sem ele, apenas passamos pela vida.
 São assim as coisas do amor.

- Letícia Thompson

Se minha vida fosse narrada, diriam agora: 
- Ela estava na aula, mas só em corpo. 

 Pois todos os seus pensamentos estavam voltados para o seu amado. 
Seu professor falava de poesias, isso ela sabia. 
Porém, estava mais interessada em sua própria poesia, 
aquela que sua vida produzia.



quarta-feira, 8 de agosto de 2012

terça-feira, 7 de agosto de 2012


Fico pensando às vezes como deve ser bom ligar e dizer
 "aconteceu algo terrível, sinto que não vou suportar" 
e ouvir "senta e me espera, to indo agora te ver".

Seria bonito, e as coisas bonitas não acontecem mais!

[Caio Fernando de Abreu]

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

É possível mudar nossas vidas e a atitude daqueles que nos cercam simplesmente mudando a nós mesmos.
[Rudolf Dreikurs]

Seguidores :