Páginas

domingo, 28 de junho de 2015

Que vontade desse seu beijo de novo.
Beijo envolvente, que me faz sentir presente.
A te desejar fico a esperar, para ver você me amar.

- Letícia Helena Canela

Amar

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui... além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente
Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...

- Florbela Espanca

domingo, 21 de junho de 2015

I Can Feel You...

You're far away,
but, I can feel you.
You exist in my every breath,
in every beat of my heart,
adding a spectacular sizzle
in all the right places.
Even when I close my eyes,
I see your face and feel
the fire of your caress.
Your presence is a tangible thing...
yet as hard to grasp as the air.
I reach for you,
but you elude me.
Still, I can feel you;
the softness of a petal,
a warm wind on my cheek,
a ray in my vision,
a distant light that
ever draws me near.

- Bobette Bryan

Fire with Fire...

I don't think I've
truly relaxed since
I met you.
You put a nonstop sizzle
in my psyche,
a fire that's
raging through
my veins and
sending out an SOS.
I'm in need
of your hot healing touch.
I guess they were right
when they said that
you can only
fight fire with fire,
because, baby,
only your flame will do.

- Bobette Bryan

All I Can See

I'm writing today,
because I must
confess it's true--
this winter,
everywhere I look,
all I can see
is you.

- Bobette Bryan

Estou Mais Perto de Ti porque Te Amo

Estou mais perto de ti porque te amo. 
Os meus beijos nascem já na tua boca. 
Não poderei escrever teu nome com palavras. 
Tu estás em toda a parte e enlouqueces-me. 

Canto os teus olhos mas não sei do teu rosto. 
Quero a tua boca aberta em minha boca. 
E amo-te como se nunca te tivesse amado 
porque tu estás em mim mas ausente de mim. 

Nesta noite sei apenas dos teus gestos 
e procuro o teu corpo para além dos meus dedos. 
Trago as mãos distantes do teu peito. 

Sim, tu estás em toda a parte. Em toda a parte. 
Tão por dentro de mim. Tão ausente de mim. 
E eu estou perto de ti porque te amo. 

Joaquim Pessoa, in 'Os Olhos de Isa'

sábado, 13 de junho de 2015

Meu amor, meu amor 
Minha estrela da tarde 
Que o luar te amanheça 
E o meu corpo te guarde. 
Meu amor, meu amor 
Eu não tenho a certeza 
Se tu és a alegria 
Ou se és a tristeza. 
Meu amor, meu amor 
Eu não tenho a certeza! 

Ary dos Santos, in 'As Palavras das Cantigas'

quarta-feira, 10 de junho de 2015

quinta-feira, 28 de maio de 2015

“Meu coração tá ferido de amar errado. 
De amar demais, de querer demais, de viver demais.
Amar, querer e viver tanto que tudo o mais em volta parece pouco. 
Seu amor, comparado ao meu, é pouco. 
Muito pouco. 
Mas você não vê. Não vê, não enxerga, não sente.
Não sente porque não me faz sentir, não enxerga porque não quer.
A mulher louca que sempre fui por você, e que mesmo tão cheia de defeitos sempre foi sua.
Sempre fui só sua. 
Sempre quis ser só sua. 
Sempre te quis só meu.
E você, cego de orgulho bobo, surdo de estupidez, nunca notou.
Nunca notou que mulheres como eu não são fáceis de se ter; são como flores difíceis de cultivar.
Flores que você precisa sempre cuidar, mas que homens que gostam de praticidade não conseguem.
Homens que gostam das coisas simples.
Eu não sou simples, nunca fui.
Mas sempre quis ser sua.
Você, meu homem, é que não soube cuidar.
E nessa de cuidar, vou cuidar de mim. 
De mim, do meu coração e dessa minha mania de amar demais, de querer demais, de esperar demais.
Dessa minha mania tão boba de amar errado.
Seja feliz.” 

- Caio Fernando Abreu

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Soneto do Amor Total

Amo-te tanto, meu amor... não cante 
O humano coração com mais verdade... 
Amo-te como amigo e como amante 
Numa sempre diversa realidade. 

Amo-te afim, de um calmo amor prestante 
E te amo além, presente na saudade 
Amo-te, enfim, como grande liberdade 
Dentro da eternidade e a cada instante. 

Amo-te como um bicho, simplesmente 
De um amor sem mistério e sem virtude 
Com um desejo maciço e permanente 

E de te amar assim, muito e amiúde 
É que um dia em teu corpo, de repente 
Hei-de morrer de amar mais do que pude. 

Vinicius de Moraes, in 'O Operário em Construção'

Amar!

Eu quero amar, amar perdidamente! 
Amar só por amar: Aqui... além... 
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente... 
Amar! Amar! E não amar ninguém! 

Recordar? Esquecer? Indiferente!... 
Prender ou desprender? É mal? É bem? 
Quem disser que se pode amar alguém 
Durante a vida inteira é porque mente! 

Há uma Primavera em cada vida: 
É preciso cantá-la assim florida, 
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar! 

E se um dia hei de ser pó, cinza e nada 
Que seja a minha noite uma alvorada, 
Que me saiba perder... pra me encontrar... 

Florbela Espanca, in "Charneca em Flor"

Se Me Esqueceres

Quero que saibas uma coisa. 
Sabes como é: 
se olho a lua de cristal, o ramo vermelho 
do lento outono à minha janela, 
se toco 
junto do lume 
a impalpável cinza 
ou o enrugado corpo da lenha, 
tudo me leva para ti, 
como se tudo o que existe, 
aromas, luz, metais, 
fosse pequenos barcos que navegam 
até às tuas ilhas que me esperam. 

Mas agora, se pouco a pouco me deixas de amar 
deixarei de te amar pouco a pouco. 

Se de súbito 
me esqueceres 
não me procures, 
porque já te terei esquecido. 

Se julgas que é vasto e louco 
o vento de bandeiras 
que passa pela minha vida 
e te resolves 
a deixar-me na margem 
do coração em que tenho raízes, 
pensa que nesse dia, a essa hora 
levantarei os braços 
e as minhas raízes sairão 
em busca de outra terra. 

Porém 
se todos os dias, 
a toda a hora, 
te sentes destinada a mim 
com doçura implacável, 
se todos os dias uma flor 
uma flor te sobe aos lábios à minha procura, 
ai meu amor, ai minha amada, 
em mim todo esse fogo se repete, 
em mim nada se apaga nem se esquece, 
o meu amor alimenta-se do teu amor, 
e enquanto viveres estará nos teus braços 
sem sair dos meus. 

Pablo Neruda, in "Poemas de Amor de Pablo Neruda"

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Use Somebody

I've been roaming around
Always looking down at all I see
Painted faces, fill the places I can't reach

You know that I could use somebody
You know that I could use somebody

Someone like you, and all you know, and how you speak
Countless lovers under cover of the street

You know that I could use somebody
You know that I could use somebody
Someone like you

Kings Of Leon

Seguidores :